Início > Artigo > Secil Marítima arrecada mais de 170 milhões de kwanzas



ANGOLA

Secil Marítima arrecada mais de 170 milhões de kwanzas


Cerca de 170 milhões de kwanzas é o montante arrecadado pela Secil Marítima, com a venda de bilhetes de passageiros na rota Luanda/Soyo/Cabinda, desde o início das operações em Abril do corrente ano, soube a Angop.

Entre Abril e Julho transactos, esta empresa marítima nacional transportou 5 870 viajantes, numa média de 110 passageiros por viagem, que culminou em receitas superiores a 170 milhões de kwanzas.

O serviço de cabotagem, inoperante deste 2014, reiniciou as operações a 26 de Abril deste ano, com a rota Cabinda/Soyo, inicialmente com duas frequências, sendo que actualmente conta com três serviços semanais (segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira).

Já a rota Luanda/Cabinda/Luanda, inaugurada a 29 de Julho, conta com duas operações por semana.

Em entrevista à ANGOP, Silvano de Araújo, coordenador das operações da Secil Marítima, disse que os valores em referência reflectem as receitas globais das rotas Luanda/Cabinda/Luanda e Cabinda/Soyo/Cabinda, com o preço do bilhete fixado em 20 mil kwanzas.

Segundo o responsável, a empresa marítima tem 88 técnicos, entre comandantes e assistentes de bordo, bem como pessoal de apoio em terra.

Silvano de Araújo adiantou que, nos primeiros três meses de operações, a empresa gozou de uma moratória do não pagamento das taxas portuárias.

No entanto, desde o mês de Agosto passou a pagar as referidas taxas, impactando nos custos operacionais em cerca de 70 por cento das receitas globais.

Questionado sobre a abertura de novas rotas, o responsável adiantou que a Secil Marítima retomou desde o dia 9 do corrente mês a travessia diária Kapossoca/Mussulo, com uma embarcação de pequeno porte, com capacidade de 26 passageiros.

Esta travessia tem o custo de 500 kwanzas (segunda à sexta-feira), sendo que aos finais de semana e feriados o preço do bilhete é de 1500 kwanzas.

“ A Sécil Marítima está capacidade para operador por todo litoral de Angola, bastando que, para isso, haja condições técnicas operacionais nos portos das localidade afins”, asseverou o gestor.

A Secil Marítima conta com 12 embarcações, sendo 11 de passageiros e uma de carga (Ferrybot/Cabinda).


 



Data: 2022-09-28

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

 XIII Congresso da APLOP | Ireneu Camacho | ENAPOR – Portos de Cabo Verde

 XIII Congresso da APLOP | Eneida Gomes | ENAPOR – Portos de Cabo Verde

 XIII Congresso da APLOP | Joaquim Gonçalves | APDL

 XIII Congresso da APLOP | Ricardo Roque | A Marca APLOP – Novos Caminhos

 XIII Congresso da APLOP | António Santos | Estudo de Mercado dos Portos dos PALOP

 XIII Congresso da APLOP | Dinis Manuel Alves

 XIII Congresso da APLOP | Segundo período de debate

 XIII Congresso da APLOP | Debate

 XIII Congresso da APLOP | Apresentação do Painel 1

 Encerramento do XIII Congresso da APLOP

 XIII Congresso da APLOP | José Renato Ribas Fialho | ANTAQ

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Ireneu Camacho

 XIII Congresso da APLOP | José Luís Cacho

 XIII Congresso da APLOP | Massoxi Bernardo | Porto de Luanda

 XIII Congresso da APLOP | Francisco Martins | Porto de Suape

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Murillo Barbosa

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Abraão Vicente

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Jucelino Cardoso

 XIII Congresso da APLOP | Belmar da Costa | Curso de Introdução ao Shipping

 XIII Congresso da APLOP | Joaquim Piedade | Zona Franca do Dande

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)