Início > S. Tomé e Príncipe

São Tomé suspende concessão de portos atribuída por executivo anterior

O Governo são-tomense decidiu suspender o contrato de concessão dos portos de Ana Chaves e Fernão Dias e do Príncipe, celebrado pelo anterior executivo com o consórcio Safebond, alegando a necessidade de salvaguardar o interesse público.

Governo são-tomense atribui gestão do porto por 30 anos ao consórcio Safebond, do Gana

O Governo são-tomense transferiu a administração do Porto de São Tomé para o consórcio Safebond, do Gana, numa concessão de 30 anos que inclui a construção do Porto em Águas profundas e a requalificação do porto do Príncipe.

"São Tomé e Príncipe, certamente sairá a ganhar, tendo em conta o nível de investimento proposto para esta infraestrutura e que ao longo dos anos nós fomos incapazes, pela nossa débil economia e fraca capacidade de mobilização de recursos, de colocar a disposição das diversas administrações do Porto para superar as dificuldades", disse o ministro das Infraestruturas, Osvaldo Abreu.

Director Executivo da Agência Nacional de Petróleo de São Tomé e Príncipe visita Sines

O director executivo da ANP de STP, Luiz Gamboa, foi recebido por Hugo Ferreira, presidente da AES - Associação Empresarial de Sines, numa visita ao complexo industrial e portuário de Sines. A comitiva realizou um périplo pela zona fabril, onde foi explicado o processo de refinação de petróleo.

A terminar a visita ao Porto de Sines houve lugar a uma reunião nas instalações da APS que contou com a presença do PCA (presidente do Conselho de Administração), Luís Cacho, onde este salientou a importância das relações com os países da CPLP, com especial relevo para a APLOP. Referiu ainda a experiência acumulada, de várias décadas, pelo Porto de Sines, na recepção, armazenamento e expedição de petróleos e refinados, mostrando-se disponível para transmitir a experiência do Porto de Sines, nestas áreas, aos congéneres de STP.
 

Economia do Mar no centro do estreitamento de relações entre Portugal e São Tomé e Príncipe

Decorreu esta quinta-feira, à margem da Conferência dos Oceanos das Nações Unidas, um encontro entre o Ministro da Economia e do Mar de Portugal, António Silva Costa, e o Ministro das Infraestruturas e Recursos Naturais de São Tomé e Príncipe, Osvaldo Cravid d’Abreu, no sentido de estreitar as relações no âmbito do desenvolvimento da Economia do Mar.

Neste encontro, estiveram também presentes o Diretor-Geral da Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos, José Carlos Simão, o Presidente da Escola Superior Náutica Infante D. Henrique, Luís Felipe Baptista, e o Diretor do FOR-MAR, Pedro Nogueira.

PORTUGAL

DGRM recebe delegação do Instituto Marítimo e Portuário de São Tomé e Príncipe

 A Direcção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM) [organismo estatal português], recebeu esta semana a visita de uma comitiva de quatro elementos do Instituto Marítimo e Portuário de São Tomé e Príncipe (IMAP), liderada pelo Diretor-Geral daquele instituto, Aléris Mendes. 

Durante três dias a comitiva esteve a acompanhar as actividades operacionais da DGRM, designadamente no que respeita à gestão do estado de bandeira, inspeção de navios, formação e certificação de marítimos e instrumentos da Organização Marítima Internacional (IMO). A desmaterialização de processos da Administração Marítima e a implementação de certificados eletrónicos, motivaram também o interesse da comitiva visitante. O controlo do tráfego marítimo, a náutica de recreio e controlo de estado do porto foram também áreas visitadas e que abriram oportunidades para posteriores cooperações entre a DGRM e o IMAP.

Estrela Matilde e a defesa das tartarugas na ilha do Príncipe

O arquipélago de São Tomé e Príncipe é uma importante área de reprodução e alimentação para cinco das sete espécies de tartarugas marinhas que há em todo o mundo. Em conversa com o jornalista Daniel Dias, do Azul, Estrela Matilde fala do trabalho que a Fundação Príncipe tem feito para as proteger. A organização tem na sua equipa mais de 30 pessoas que no passado caçavam estes animais e hoje tentam impedir a sua captura ilegal. A bióloga portuguesa brinca quando fala do esforço de educação ambiental, dizendo que foi feito “um brainwashing às crianças da ilha”, que hoje em dia já não acham normal a ideia de se comer tartarugas.

16 A 18 DE MARÇO

Cimeira de Negócios em São Tomé e Príncipe

Realiza-se, conjuntamente entre o Governo são-tomense e a Confederação Empresarial da CPLP, uma Cimeira de Negócios em São Tomé e Príncipe, nos dias 16, 17 e 18 de março de 2022, das 17h00 às 19h00. Participa Maria José Alvarenga, da AICEP.

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

«Zaire» da Marinha Portuguesa há quatro anos em missões de apoio

O navio patrulha "Zaire", da Marinha Portuguesa, assinalou dia 22 o 4.º ano de missão em São Tomé e Príncipe, onde no último ano percorreu quase 8.600 milhas náuticas em ações de natureza diversa, incluindo apoio sanitário devido à covid-19

O navio percorreu no último ano “8.593,6 milhas náuticas e contabilizou 1.095 horas de navegação” em ações de “segurança marítima, apoio humanitário e sanitário, apoio logístico e busca e salvamento no mar”, refere em comunicado o Estado Maior General das Forças Armadas.

São Tomé e Príncipe junta-se à iniciativa «Uma Faixa, Uma Rota»

São Tomé e Príncipe e a China assinaram um memorando de entendimento de promoção da cooperação bilateral no âmbito da iniciativa chinesa “Uma Faixa, Uma Rota”, avança a Embaixada chinesa no país africano. O acordo foi assinado pela Embaixadora da China em São Tomé, Xu Yingzhen, e por Edite Ten Jua, Ministra são-tomense dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Comunidades.

No âmbito do memorando de entendimento, China e São Tomé e Príncipe irão promover oportunidades adicionais de cooperação em áreas como as infra-estruturas, economia, comércio, cultura e formação de recursos humanos, disse a diplomata chinesa.

COP26

São Tomé e Príncipe já perdeu 4% do território para o mar

São Tomé e Príncipe já perdeu 4% do território devido à subida do nível do mar, uma consequência das alterações climáticas, disse o presidente são-tomense, na 26.ª conferência do clima das Nações Unidas (COP26), em Glasgow.

Carlos Vila Nova disse que a ilha de Príncipe, mesmo fazendo parte da Reserva Mundial da Biosfera, está ameaçada, e que o conjunto do arquipélago, que tinha uma área de 1.001 quilómetros quadrados, atualmente só tem 960 quilómetros quadrados.

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Associação Empresarial de Sines em missão de trabalho

Uma missão empresarial promovida pela Associação Empresarial de Sines visitou S. Tomé e Príncipe entre 19 e 22 de Outubro, com o intuito de desenvolver relações comerciais e investimentos, nas áreas da Logística e Portos, Energia e Distribuição Alimentar.

Nesse sentido, durante os três dias da visita, decorreram um conjunto de iniciativas com destaque para os encontros entre o presidente da AES - Associação Empresarial de Sines, Hugo Ferreira e o embaixador de Portugal em STP, Rui Carmo; a Direcção do Porto de São Tomé; a Direcção do banco BGFI; a Agência Nacional de Petróleos e ainda com empresários Portugueses e empresários locais.

DE 8 A 10 DE NOVEMBRO, EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

II Cimeira da Confederação Empresarial da CPLP

Realiza-se em São Tomé e Príncipe a II Cimeira da Confederação Empresarial da CPLP, nos dias 08, 09 e 10 de Novembro de 2021, no Palácio de Congressos de São Tomé.

Esta iniciciativa visa dar seguimento às ações desenvolvidas pela CE CPLP, com o objectivo de impulsionar, desenvolver e fortalecer a cooperação económica e empresarial entre os países Membros da Comunidade e observadores associados, criando impactos positivos na sustentabilidade do crescimento socioecomómico, abrangendo todos os países da comunidade CPLP.

São Tomé e Príncipe lança concurso para transporte marítimo entre ilhas e para a sub-região

O governo de São Tomé e Príncipe anunciou recentemente o lançamento de um concurso público internacional com vista ao transporte marítimo de passageiros e mercadorias entre as duas ilhas do arquipélago e os países do Golfo da Guiné, noticia a Lusa.

As propostas deverão ser entregues até 29 de Março, devendo ser orientadas pelo propósito de «melhorar o transporte de passageiros e de cargas entre as ilhas de São Tomé e do Príncipe e entre estas e os países da sub-região» por intermédio de um «navio que opere sem restrições ou condicionalismos portuários ou marítimos, em condições contratuais de concessão a estabelecer-se».

«Zaire» realiza acções contra a pirataria no Golfo da Guiné

O navio patrulha "Zaire", da Marinha Portuguesa, em missão de capacitação operacional da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe, esteve empenhado em várias ações contra a pirataria na Zona Económica Exclusiva deste país, no período de 7 a 13 de fevereiro.

No dia 7 de fevereiro, a pedido da Guarda Costeira de São Tomé e Principe, o “Zaire” foi ativado, para prestar auxílio ao navio mercante “Sea Phantom”, que estava a ser alvo de um ataque de piratas, a cerca de 120km a nordeste da Ilha do Príncipe.

NO ÂMBITO DA MISSÃO DO NAVIO PATRULHA «ZAIRE» EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Almirante CEMGFA condecora militares portugueses e santomenses

O Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas (CEMGFA), Almirante António Silva Ribeiro, condecorou com a Medalha Cruz de São Jorge, o Comandante da Guarda Costeira da República Democrática de São Tomé e Príncipe, Capitão-de-mar-e-guerra Pedro Barros, o Comandante cessante do navio, Primeiro- tenente Guilherme Rosinha, e outros militares portugueses e santomenses da guarnição do navio patrulha "Zaire" que, pelo seu elevado desempenho, contribuíram para o fortalecimento das relações entre as Forças Armadas Portuguesas e Santomenses.

«Zaire» cumpre 900 dias de missão em São Tomé e Príncipe

O navio patrulha “Zaire”, da Marinha Portuguesa, em missão de capacitação operacional da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe desde 22 de janeiro de 2018, cumpriu esta quinta-feira, 9 de Julho, o seu 900º dia de missão em águas jurisdicionais santomenses.

Nesta missão, que decorre de forma ininterrupta, o navio realizou mais de 2400 horas de navegação, tendo percorrido cerca de 21400 milhas náuticas. No mar, realizou 12 ações de busca e salvamento, 24 missões de fiscalização conjunta, 4 ações de segurança marítima no âmbito da pirataria e 7 vistorias a navios, tendo identificado duas presumíveis infrações. O navio participou em 8 exercícios internacionais de promoção da Segurança Marítima no Golfo da Guiné, tais como o OBANGAME EXPRESS 2019, o NEMO, o GRAND AFRICAN NEMO, entre outros.

BEI empresta 12,5 milhões de euros a São Tomé e Príncipe para obras de protecção costeira

O Banco Europeu de Investimento (BEI) aprovou a concessão de um empréstimo de 12,5 milhões de euros a São Tomé e Príncipe para ajudar a financiar o projecto de protecção costeira de Água-Grande e de requalificação e valorização da marginal da capital, São Tomé, informa a instituição europeia.

A exuberância Marinha de São Tomé e Príncipe

Quase 130 espécies de gobídeos vivem em simbiose com camarões-pistola. O camarão escava um túnel na areia ou cascalho e mantém-no permanentemente limpo de sedimentos.
O caboz vive neste túnel como inquilino. Esta associação parece ser vantajosa para ambas as partes. O camarão-pistola tem fraca visão e utiliza o caboz como sistema de alarme. Quando este sai do túnel, o camarão utiliza uma das suas duas antenas para manter contacto com o peixe que permanece na entrada do túnel. Se o peixe indicar perigo com um movimento da cauda ou mesmo com um recuo para o túnel, o camarão retrocede rapidamente.

São Tomé e Príncipe e Congo querem cooperar nas pescas

São Tomé e Príncipe e a República do Congo vão cooperar nos domínios da agricultura, pecuária, florestas e pescas, segundo um acordo assinado entre os governos dos dois países.

Segundo fonte do executivo são-tomense, o documento foi rubricado pelo ministro da Agricultura, Pescas e Desenvolvimento Rural, Francisco Ramos, e pelo seu homólogo congolês, Henri Djombo, que concluiu uma visita de trabalho de quatro dias ao país.

Negociações com a China para a construção de um porto em São Tomé e Príncipe estão avançadas

As negociações com a China para a construção de um porto comercial “multifuncional” em São Tomé e Príncipe “estão numa fase bastante avançada”, disse o ministro são-tomense das Obras Públicas e Infraestruturas, Osvaldo d’Abreu.

“É um projecto que está a ser analisado com a cooperação chinesa e com algumas empresas chinesas”, disse o ministro, para acrescentar que as negociações envolvem igualmente alguns parceiros multilaterais, como sejam o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional.

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

 XIII Congresso da APLOP | Ireneu Camacho | ENAPOR – Portos de Cabo Verde

 XIII Congresso da APLOP | Eneida Gomes | ENAPOR – Portos de Cabo Verde

 XIII Congresso da APLOP | Joaquim Gonçalves | APDL

 XIII Congresso da APLOP | Ricardo Roque | A Marca APLOP – Novos Caminhos

 XIII Congresso da APLOP | António Santos | Estudo de Mercado dos Portos dos PALOP

 XIII Congresso da APLOP | Dinis Manuel Alves

 XIII Congresso da APLOP | Segundo período de debate

 XIII Congresso da APLOP | Debate

 XIII Congresso da APLOP | Apresentação do Painel 1

 Encerramento do XIII Congresso da APLOP

 XIII Congresso da APLOP | José Renato Ribas Fialho | ANTAQ

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Ireneu Camacho

 XIII Congresso da APLOP | José Luís Cacho

 XIII Congresso da APLOP | Massoxi Bernardo | Porto de Luanda

 XIII Congresso da APLOP | Francisco Martins | Porto de Suape

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Murillo Barbosa

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Abraão Vicente

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Jucelino Cardoso

 XIII Congresso da APLOP | Belmar da Costa | Curso de Introdução ao Shipping

 XIII Congresso da APLOP | Joaquim Piedade | Zona Franca do Dande

 Constituição da APLOP

Constituição da APLOP

Foto de família