Início > Biblos

SANTO ANTÃO, CABO VERDE

Simão Salvador, o intrépido marinheiro de Penha de França

Em obediência ao natural impulso das gentes das ilhas e às circunstâncias da vida, Simão de nh’ Ana Pedrinho de nhô Manel Juliano emigrou para o Brasil. Um ano após a sua chegada às Terras de Santa Cruz, Simão foi feito marinheiro a bordo do vapor “Pernambucana” que, no trágico dia 8 de Outubro de 1853, numa das suas viagens do Rio Grande do Sul para o Rio de Janeiro, naufragou próximo do Cabo de Santa Marta.

UM LIVRO EM DESTAQUE

Primeira Circum-navegação brasileira e primeira missão do Brasil à China (1879)

Já está disponível o a obra literária sobre a primeira volta ao mundo feita por navio e tripulação brasileira e os bastidores da primeira missão diplomática brasileira à China, factos ocorridos entre 1879 e 1883. A autoria é de Marli Cristina Scomazzon e Jeff Franco. Durante a viagem, muitos marinheiros acabaram ceifados por enfermidades como o beribéri. Alguns desertaram e outros não puderam voltar com a guarnição, pois permaneceram hospitalizados. A viagem de volta ao mundo durou 430 dias, sendo 268 de viagem e 162 nos portos e foi comandada pelo capitão de fragata Júlio César de Noronha.

PORTUGAL

Revista da Armada, Fevereiro 2020

Divulgamos a edição da "Revista da Armada" referente a Fevereiro de 2020, uma publicação criada em 1971 por iniciativa do Ministro da Marinha, Almirante Pereira Crespo.
Trata-se de uma publicação periódica, propriedade da Marinha Portuguesa, com conteúdos de cariz essencialmente naval. 36 páginas.

PORTUGAL

Revista da Armada, Janeiro 2020

Divulgamos a edição da "Revista da Armada" referente a Janeiro de 2020, uma publicação criada em 1971 por iniciativa do Ministro da Marinha, Almirante Pereira Crespo.
Trata-se de uma publicação periódica, propriedade da Marinha Portuguesa, com conteúdos de cariz essencialmente naval. 36 páginas.

LIVRO DE 1928

CAMINHO DE FERRO DE BENGUELA - LOBITO - A mais curta estrada para a África Central

Livro de apresentação do CFB (Caminho de Ferro de Benguela) e do território que o mesmo percorre, nomeadamente desde o Lobito à fronteira zâmbiana. Com realce para as condições técnicas e de equipamentos da altura e da importância económica para a zona de África que o mesmo servia. Com extraordinárias fotografias e bonitas ilustrações.

Uma raridade com mais de cem anos.

ANGOLA

PORTINFORME, boletim do Porto de Luanda

Divulgamos a edição n.º216 do PORTINFORME, boletim informativo do Porto de Luanda, Angola.

SUGESTÃO DE LEITURA

A Redondeza da Terra e Outras Histórias da Ciência e da Cartografia

Este livro, baseado na série Histórias da Ciência divulgada no PÚBLICO em 2018, procura despertar o interesse de toda a gente para aspectos da história da ciência normalmente ausentes da literatura especializada. Uma característica partilhada pela maioria dos episódios aqui contados é referirem-se a actividades praticadas por pessoas anónimas ou pouco conhecidas, por vezes até iletradas, em áreas tão diversas como a navegação, a cartografia, a medicina e a história natural.

SUGESTÃO DE LEITURA

Monstros marinhos, ou a história ignorada dos Descobrimentos

Eram marinheiros, missionários, exploradores ao serviço da coroa portuguesa, mas os "monstros marinhos" e prodígios da natureza que viram no Atlântico e no Novo Mundo marcaram-nos. Muitos deles foram os primeiros a descrever animais e plantas que só muito mais tarde viriam a ser "descobertos" pelos naturalistas de Oitocentos. Mas esses relatos, do século XV ao XVIII, escritos na maioria em português e em muitos casos nunca publicados, quase não chegaram ao conhecimento dos intelectuais europeus da época. E assim permaneceram até hoje.

É essa proto-história das ciências naturalistas em português que a bióloga e historiadora Cristina Brito está a redescobrir, em relatos antigos de monstros marinhos, sereias, manatins e outros prodígios, que foi desencantar nos arquivos e quer dar a conhecer ao público e aos outros investigadores.

VIAJANDO PELA HISTÓRIA

Olhos nos ombros e a boca curvada como a ferradura de um cavalo

Na seguinte passagem das Viagens, Mandeville disserta sobre 54 ilhas, cada uma com “gentes de diversas condições”:
Em uma delas há gentes de enorme estatura como gigantes, que são horrorosas à vista. (...) Em outra ilha, a sul, vivem também pessoas de feia constituição e má índole. Não têm cabeça, possuem os olhos nos ombros e a boca curvada como a ferradura de um cavalo, situada no meio do peito.

SUGESTÃO DE LEITURA

História da Cartografia Portuguesa

Este livro abre uma nova época nos estudos da História da Cartografia Portuguesa. Revisitando um conhecido universo de fontes cartográficas, o da representação do País e dos vários territórios tocados pela expansão portuguesa entre os séculos XV e XVII, esta é uma obra de geógrafos, que procura apresentar uma visão menos nacionalista do que a proposta pela historiografia tradicional.

XI CONGRESSO DA APLOP | MAPUTO, 2019

Os Caminhos da Eficiência nos Portos (Angola e SADC) | Livro de Domingos Fortes

No XI Congresso da APLOP, realizado a 27 e 28 de Fevereiro de 2019, em Maputo, Moçambique, houve oportunidade para uma breve referência ao lançamento do livro “Os Caminhos da Eficiência nos Portos (Angola e SADC)”, da autoria de Domingos Fortes, quadro que tem acompanhado a APLOP desde a sua fundação.
 

MOÇAMBIQUE

Relatório e contas dos CFM em 2017

Conheça ao detalhe as Realizações, resultados económicos e financeiros dos CFM em 2017. O Relatório encontra-se disponível online.

MOÇAMBIQUE

Livro de Tarifas dos Portos e Terminais Oceânicos do CFM para 2019

A Empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique – E.P. (CFM), disponibiliza online a versão do Livro de Tarifas dos Portos e Terminais Oceânicos que deverá vigorar em todo o exercício económico de 2019, com efeitos a partir de 1 de Abril.

LIVRO LANÇADO EM SÃO PAULO, BRASIL

O Valor do Mar | Uma Visão Integrada dos Recursos do Oceano do Brasil

No dia 5 de Dezembro, na Livraria Cultura, em S. Paulo, no Brasil, foi apresentado, pelos autores Rogerio Ruschel (Essential Idea Editora), André Beirão (Marinha do Brasil) e Miguel Marques (PwC), o livro ”O Valor do Mar – Uma Visão Integrada dos Recursos do Oceano do Brasil”, obra lançada pela Essential Idea Editora, retratando a situação do mar no Brasil, em atividades como portos e logística, transportes, indústria naval, energia, petróleo e gás, pesca e aquicultura e meio ambiente e evidencia a relevância do mar (e dos rios) na cultura brasileira como fonte de lendas e tradições, na culinária, desportos, turismo e no nosso quotidiano.

ALMA DE PORTUÁRIO

Livro regista a História do Porto de Vitória, no Brasil

A História do Porto de Vitória e o desenvolvimento da atividade portuária na costa capixaba são temas do livro Alma de Portuário, uma publicação da Companhia Docas do Espírito Santo (CODESA). A edição com 1.000 exemplares ficou pronta e ainda não tem data de lançamento. Com 300 páginas e inúmeras fotos (algumas preciosidades), a obra foi escrita pelo funcionário da CODESA, jornalista e escritor José Carlos Mattedi.

Profissionais do sector portuário indicam livros para este Natal

2018 promete um cenário mais positivo no Porto de Santos do que o enfrentado neste, mas ainda haverá vários desafios a serem superados. A busca por uma maior eficiência e pela redução de custos continuará como prioridade, ao lado do desenvolvimento de novos negócios e de soluções logísticas para otimizar as atividades de transporte.

Para atingir essas metas, novos conhecimentos são estratégicos. E eles podem ser encontrados nos livros apresentados nesta reportagem. Essas edições, nacionais ou estrangeiras, são sugeridas por lideranças empresariais, especialistas e autoridades do complexo marítimo, que procuraram identificar qual o conhecimento que deve ser adquirido para melhor enfrentar os obstáculos do novo ano e, claro, vencê-los.

MANUEL CORREIA DE BARROS

A Segurança no Golfo da Guiné: Uma Visão Marítima Angolana

Por muito que em África não se sinta, se despreze ou se tente esconder a importância do Oceano Atlântico, para a vida actual e futura dos países africanos, a realidade é completamente diferente. As suas potencialidades, os perigos e as dificuldades devem ser conhecidos, enfrentados e vencidos. “No seguimento de várias iniciativas nacionais, regionais e internacionais, a quantidade de informação disponível sobre os oceanos e as zonas costeiras de África aumentou nestes últimos anos. [...] Mas falta ainda muito para gerar dados e informações em quantidade suficiente, e para analisar estes dados e preparar os produtos necessários a uma gestão integrada e durável do ambiente e dos recursos marinhos e costeiros”.

A Estratégia Marítima Integrada de África 2050 | Uma nova dimensão para a Segurança Marítima Africana

Os oceanos, mares e as águas lagunares ou afluentes interiores da África estão atualmente sob uma enorme pressão social, política e económica, pois constituem fonte de subsistência para muitos milhões de africanos e são um recurso vital para muitos milhares. Ao longo dos tempos, muitos agregados familiares vêm exercendo atividades económicas e comerciais no, agora, designado “Domínio Marítimo de África” (DMA), constituindo importante fonte de recursos para a economia local, regional e com reflexos na economia global.

Dimensão Marítima da Segurança no Atlântico: Desafios e Oportunidades para os Países da CPLP

Sugestão de leitura: "Dimensão Marítima da Segurança no Atlântico: Desafios e Oportunidades para os Países da CPLP", artigo da autoria de Armando Jorge Pereira Lourenço, publicado na revista "idn nação e defesa" , n.º 128, do Instituto de Defesa Nacional (Portugal).

A Segurança Marítima no Seio da CPLP: Contributos para uma Estratégia nos Mares da Lusofonia

Sugestão de leitura: "A Segurança Marítima no Seio da CPLP: Contributos para uma Estratégia nos Mares da Lusofonia", artigo da autoria de Luís Manuel Brás Bernardino, publicado na revista "idn nação e defesa" , n.º 128, do Instituto de Defesa Nacional (Portugal).

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

 XIII Congresso da APLOP | Ireneu Camacho | ENAPOR – Portos de Cabo Verde

 XIII Congresso da APLOP | Eneida Gomes | ENAPOR – Portos de Cabo Verde

 XIII Congresso da APLOP | Joaquim Gonçalves | APDL

 XIII Congresso da APLOP | Ricardo Roque | A Marca APLOP – Novos Caminhos

 XIII Congresso da APLOP | António Santos | Estudo de Mercado dos Portos dos PALOP

 XIII Congresso da APLOP | Dinis Manuel Alves

 XIII Congresso da APLOP | Segundo período de debate

 XIII Congresso da APLOP | Debate

 XIII Congresso da APLOP | Apresentação do Painel 1

 Encerramento do XIII Congresso da APLOP

 XIII Congresso da APLOP | José Renato Ribas Fialho | ANTAQ

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Ireneu Camacho

 XIII Congresso da APLOP | José Luís Cacho

 XIII Congresso da APLOP | Massoxi Bernardo | Porto de Luanda

 XIII Congresso da APLOP | Francisco Martins | Porto de Suape

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Murillo Barbosa

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Abraão Vicente

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Jucelino Cardoso

 XIII Congresso da APLOP | Belmar da Costa | Curso de Introdução ao Shipping

 XIII Congresso da APLOP | Joaquim Piedade | Zona Franca do Dande

 Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012

Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012