Início > Artigo > Recifes de coral do Hawaii recebem 2 milhões de apólice de seguro



Recifes de coral do Hawaii recebem 2 milhões de apólice de seguro


O estado americano do Hawaii subscreveu a primeira apólice de seguro de recife de coral nos Estados Unidos. Fundos destinam-se a fornecer recursos financeiros para preservar os ecossistemas.

O grupo de conservação norte-americano Nature Conservancy, subscreveu uma apólice de seguro de 2 milhões de dólares para os recifes de coral do Havai. É a primeira apólice a cobrir uma estrutura natural nos Estados Unidos, de acordo com o grupo.

A Nature Conservancy está a pagar um prémio de 110 mil dólares para cobrir a maioria das ilhas havaianas, desde a Big Island até Kauai, até ao final de 2023, informa a Reuters. A apólice, concebida para cobrir tempestades severas, começará a pagar quando os ventos atingirem os 92 km/h, com velocidades de vento mais elevadas a estimular pagamentos maiores.

A apólice está ligada à velocidade do vento e não aos danos, para que o grupo possa aceder rapidamente aos fundos sem necessidade de esperar por uma avaliação por parte da companhia de seguros. Com autorização do Estado do Havai, a Nature Conservancy utilizará então o dinheiro recolhido para reparar os recifes duramente atingidos pelas tempestades.

O processo de reparação envolverá a recolha de fragmentos fraturados dos recifes e a sua recolocação utilizando cimento ou epóxi. Este trabalho pode custar entre 10 mil dólares e 1,5 milhões de dólares por hectare, dependendo da gravidade dos danos e se há a necessidade de cultivar novos corais num viveiro para restaurar o recife.

A Nature Conservancy trabalhou anteriormente com a seguradora Swiss Re para desenvolver uma política semelhante para cobrir parte do recife Mesoamericano, que corre ao longo da Península de Yucatán. Pago pelo governo de Quintana Roo, México, a apólice pagou 850 mil após o furacão Delta, em outubro de 2020, marcando a primeira vez que uma apólice de seguro ajudou a financiar a recuperação do recife, disse o grupo.

“Este é um marco muito significativo no nosso trabalho de redução e gestão do risco climático”, disse Eric Roberts, gestor sénior de risco e resiliência climática da The Nature Conservancy, em declarações. “O facto de a apólice de seguro financiar atividades vitais de reparação de recifes é uma vitória para a natureza e uma vitória para a comunidade costeira, e irá impulsionar mais interesse no financiamento da conservação e a necessidade de proteger os ecossistemas marinhos e outros ecossistemas em todo o mundo”.

fonte


 



Data: 2022-12-11

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

 XIII Congresso da APLOP | Ireneu Camacho | ENAPOR – Portos de Cabo Verde

 XIII Congresso da APLOP | Eneida Gomes | ENAPOR – Portos de Cabo Verde

 XIII Congresso da APLOP | Joaquim Gonçalves | APDL

 XIII Congresso da APLOP | Ricardo Roque | A Marca APLOP – Novos Caminhos

 XIII Congresso da APLOP | António Santos | Estudo de Mercado dos Portos dos PALOP

 XIII Congresso da APLOP | Dinis Manuel Alves

 XIII Congresso da APLOP | Segundo período de debate

 XIII Congresso da APLOP | Debate

 XIII Congresso da APLOP | Apresentação do Painel 1

 Encerramento do XIII Congresso da APLOP

 XIII Congresso da APLOP | José Renato Ribas Fialho | ANTAQ

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Ireneu Camacho

 XIII Congresso da APLOP | José Luís Cacho

 XIII Congresso da APLOP | Massoxi Bernardo | Porto de Luanda

 XIII Congresso da APLOP | Francisco Martins | Porto de Suape

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Murillo Barbosa

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Abraão Vicente

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Jucelino Cardoso

 XIII Congresso da APLOP | Belmar da Costa | Curso de Introdução ao Shipping

 XIII Congresso da APLOP | Joaquim Piedade | Zona Franca do Dande

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)