Início > Artigo > A Inteligência Artificial no Sector Portuário não nos vai substituir



A Inteligência Artificial no Sector Portuário não nos vai substituir


A rápida evolução da tecnologia, em especial da Inteligência Artificial (IA), tem despertado preocupações sobre o futuro do trabalho e no sector portuário não seria diferente.

Nos últimos anos, o avanço da Inteligência Artificial (IA) tem sido notável, trazendo consigo uma série de transformações em diversas áreas da sociedade. Um setor que está experimentando o impacto positivo dessa tecnologia é o setor portuário. Apesar dos receios iniciais de que a IA pudesse substituir os profissionais do ramo, a realidade é que a IA, já está presente já algum tempo, e vem impulsionando a capacitação de profissionais da área de T.I, tornando-os mais eficientes e competitivos. É sobre esse assunto que falaremos agora.

O setor portuário é uma peça fundamental para o comércio global, responsável por um grande fluxo de mercadorias e pelo intercâmbio de bens entre países. Com a crescente demanda e a necessidade de operações mais rápidas e eficientes, a IA surge lá atrás com as primeiras plataformas integrando sistemas como os envios de EDI (Electronic Data Interchange) ou "troca eletrônica de dados", ou simplismente falando, é a transmissão automática de dados partindo de um sistema de computadores para outro, uma ferramenta poderosa para otimizar os processos e melhorar a gestão em nosso setor.

Uma das principais aplicações da tecnologia, chamada atualmente de IA no setor portuário, que podemos relembrar foi a automação de tarefas repetitivas e rotineiras, via plataformas que faziam essas tarefas, graças ao acesso via Wireless, hoje já se fala na versão 5G, para uma melhor transmissão de dados. Podemos citar também como exemplo, a análise de dados e informações relacionadas ao transporte marítimo, controle de estoques e gestão marítima, nas operações portuárias nos principais portos ao redor do mundo, exemplo, plataformas como TOS entre outros. Em um conceito assertivo podem ser realizadas de forma mais ágil e precisa por meio da IA. Isso permite que os profissionais se dediquem a atividades mais estratégicas, como o planejamento e a tomada de decisões.

Outra área em que a IA se destacou ao longo do tempo foi a segurança patrimonial portuária. Através da análise de imagens de câmeras de vigilância e sensores, onde podemos entender que a IA já estava em plena operação, identificando comportamentos suspeitos, detectando acessos aos terminais, sendo a tecnologia peça chave, garantindo a integridade das instalações portuárias e a proteção das cargas em trânsito.

Além disso, a IA também já era capaz de otimizar o gerenciamento de logística, proporcionando um melhor planejamento de rotas, reduzindo os tempos de espera e melhora da eficiência geral das operações portuárias. Com a capacidade de processar grandes volumes de dados em tempo real, a IA fornece insights valiosos para a tomada de decisões, contribuindo para um fluxo contínuo e eficaz de mercadorias.

Entretanto, é importante destacar que a IA no setor portuário não se trata de substituir os profissionais, mas de capacitá-los. As pessoas continuam sendo essenciais para a interpretação dos resultados gerados pela IA, bem como para o desenvolvimento e a implementação de soluções inovadoras. Afinal, são os profissionais qualificados que possuem o conhecimento técnico e a experiência necessários para lidar com as complexidades do setor portuário.

Para se destacar nesse cenário, é fundamental que os profissionais do setor portuário estejam abertos à adoção da IA e invistam na atualização de suas habilidades. É necessário compreender como a tecnologia funciona e como ela pode ser aplicada de forma estratégica para impulsionar os resultados.

A IA no setor portuário é um exemplo claro de como a tecnologia pode ser uma aliada valiosa. Ela não substitui as pessoas. Ao invés de serem substituídas por máquinas, elas devem se preocupar em se tornar hábeis em operar e utilizar a IA em seu favor.

É necessário que as pessoas invistam na atualização de conhecimentos e estejam abertas a aprender novas ferramentas e técnicas. O futuro será moldado por aqueles que não temem a mudança, mas que abraçam as oportunidades que a tecnologia oferece.

Podemos ter como atenção, que a Inteligência Artificial (IA), não irá nos substituir, mas sim as pessoas que souberem utilizar o potencial e habilidades por meio dela, serão os protagonistas da nova era.

E então, você já está utilizando a inteligência artificial no seu dia a dia?

fonte


>

 



Data: 2023-07-09

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

 XIII Congresso da APLOP | Ireneu Camacho | ENAPOR – Portos de Cabo Verde

 XIII Congresso da APLOP | Eneida Gomes | ENAPOR – Portos de Cabo Verde

 XIII Congresso da APLOP | Joaquim Gonçalves | APDL

 XIII Congresso da APLOP | Ricardo Roque | A Marca APLOP – Novos Caminhos

 XIII Congresso da APLOP | António Santos | Estudo de Mercado dos Portos dos PALOP

 XIII Congresso da APLOP | Dinis Manuel Alves

 XIII Congresso da APLOP | Segundo período de debate

 XIII Congresso da APLOP | Debate

 XIII Congresso da APLOP | Apresentação do Painel 1

 Encerramento do XIII Congresso da APLOP

 XIII Congresso da APLOP | José Renato Ribas Fialho | ANTAQ

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Ireneu Camacho

 XIII Congresso da APLOP | José Luís Cacho

 XIII Congresso da APLOP | Massoxi Bernardo | Porto de Luanda

 XIII Congresso da APLOP | Francisco Martins | Porto de Suape

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Murillo Barbosa

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Abraão Vicente

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Jucelino Cardoso

 XIII Congresso da APLOP | Belmar da Costa | Curso de Introdução ao Shipping

 XIII Congresso da APLOP | Joaquim Piedade | Zona Franca do Dande

 Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012

Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012