Início > Artigo > Máquinas de gelo começam a funcionar a partir desta quarta-feira



EM MONTE TRIGO, UM DOS MAIORES BANCOS DE PESCA DE CABO VERDE

Máquinas de gelo começam a funcionar a partir desta quarta-feira


Os testes com as máquinas que irão fornecer gelo à localidade de Monte Trigo, em Porto Novo de Santo Antão, já foram concluídos. Janine Cabral, coordenadora do projecto, avança que as unidades de produção entram em funcionamento no dia 13 (quarta-feira) e são esperados com muita expectativa pela população que se dedica à pesca, num dos maiores bancos de pesca de Cabo Verde.

 

A nova unidade de produção de gelo foi remodelada e posta em funcionamento no quadro do projecto SESAM-ER (Serviço Energético Sustentável para povoações rurais Isolados Mediante Micro-redes com Energias Renováveis na ilha de Santo Antão) co-financiado pela União Europeia e Câmara Municipal do Porto Novo, e executado por um consórcio de empresas coordenado pela Águas de Ponta Preta, Lda.

 

O projecto inicialmente não previa a aquisição das máquinas de produção de gelo, tendo em conta que a intervenção do mesmo se restringia a implementação de um sistema eléctrico sustentável com fonte de energia renovável. Tendo em conta, a aquisição mais competitiva dos equipamentos da central fotovoltaica, o excedente orçamental foi utilizado para aquisição de duas máquinas de produção de gelo. A capacidade de produção de 250 kg/dia de gelo cada uma servirá para potencializar a maior actividade económica da localidade de Monte Trigo de 274 habitantes, situada num enclave ao pé do Vulcão Tope Coroa, sem acesso rodoviário.

As duas máquinas serão alimentadas desde a Central Eléctrica Fotovotaica de Monte Trigo. Esta localidade foi a primeira de Cabo Verde a conseguir um sistema eléctrico cuja produção é de origem 100% renovável, com um sistema inovador de gestão do consumo. Neste mês de Fevereiro completa um ano de funcionamento ininterruptamente durante 24h somente com esta fonte de energia limpa sem recurso a combustíveis de origem fóssil.

No primeiro ano de funcionamento, a Central Fotovoltaica forneceu 24 MWh de energia limpa às 55 ligações domésticas e institucionais da localidade, poupando cerca de 7.300 litros de gasóleo e evitando a emissão de mais de 22 toneladas de gás dióxido de carbono (CO2) à atmosfera. Destaca-se igualmente o grau de sensibilização ambiental demonstrado pela população de Monte Trigo, com a aquisição de electrodomésticos eficientes e a instalação de lâmpadas de baixo consumo, o que permitiu otimizar o funcionamento da Central Fotovoltaica.

fonte


 



Data: 2013-02-12

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

 XIII Congresso da APLOP | Ireneu Camacho | ENAPOR – Portos de Cabo Verde

 XIII Congresso da APLOP | Eneida Gomes | ENAPOR – Portos de Cabo Verde

 XIII Congresso da APLOP | Joaquim Gonçalves | APDL

 XIII Congresso da APLOP | Ricardo Roque | A Marca APLOP – Novos Caminhos

 XIII Congresso da APLOP | António Santos | Estudo de Mercado dos Portos dos PALOP

 XIII Congresso da APLOP | Dinis Manuel Alves

 XIII Congresso da APLOP | Segundo período de debate

 XIII Congresso da APLOP | Debate

 XIII Congresso da APLOP | Apresentação do Painel 1

 Encerramento do XIII Congresso da APLOP

 XIII Congresso da APLOP | José Renato Ribas Fialho | ANTAQ

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Ireneu Camacho

 XIII Congresso da APLOP | José Luís Cacho

 XIII Congresso da APLOP | Massoxi Bernardo | Porto de Luanda

 XIII Congresso da APLOP | Francisco Martins | Porto de Suape

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Murillo Barbosa

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Abraão Vicente

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Jucelino Cardoso

 XIII Congresso da APLOP | Belmar da Costa | Curso de Introdução ao Shipping

 XIII Congresso da APLOP | Joaquim Piedade | Zona Franca do Dande

 Constituição da APLOP

Constituição da APLOP

Foto de família