Início > Moçambique

MOÇAMBIQUE

Directora da Autoridade do Porto de Maputo anuncia planos de expansão e melhorias na eficiência operacional

Kristina de Klerk, Directora da Autoridade do Porto de Maputo, compartilhou recentemente, durante a primeira edição do Fórum de Investimento Global Gateway Moçambique – União Europeia (UE), uma organização conjunta entre o Governo de Moçambique e a Delegação da UE e a Associação das Câmaras de Comércio Europeias (EUROCAM), importantes actualizações sobre os planos de expansão e aprimoramentos operacionais do porto.

No momento, o Porto de Maputo atinge uma capacidade de 37 milhões de toneladas, sendo que 81% dessa capacidade estará até ao final de 2023.

PORTO DE MAPUTO, MOÇAMBIQUE

Governo estende contrato de concessão com MPDC

O GOVERNO está em negociações com a Sociedade de Desenvolvimento do Porto de Maputo (MPDC), concessionária, para o estabelecimento dos termos e condições visando a extensão do contrato de concessão por um período de vinte e cinco anos.

Neste contexto, a concessionária deverá, nos próximos tempos, realizar investimentos adicionais avaliados em cerca de dois biliões de dólares norte-americanos, com vista a aumentar a capacidade de manuseamento de carga.

MOÇAMBIQUE

Porto de Maputo com novo record

O PORTO de Maputo registou um novo record no manuseamento de carga ao ultrapassar a marca de 27 milhões de toneladas em 2022 contra 22 do ano anterior, que equivale a uma subida de 22,7 por cento.

O facto foi anunciado pelo secretário permanente do Ministério dos Transportes e Comunicações, Ambrósio Sitoe, durante um workshop sobre a gestão coordenada das fronteiras entre Moçambique e a África do Sul.

Moçambique e África do Sul alargam movimento no corredor ferroviário

O corredor ferroviário contínuo implementado desde Abril pelas transportadoras estatais de Moçambique e África do Sul está a ser alargado ao transporte de crómio e ferrocrómio, anunciaram as empresas Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM) e Transnet Freight Rail (TFR).

Em comunicado conjunto, as empresas CFM e TFR anunciam que o acordo histórico em vigor desde 01 de Abril para permitir a operação contínua de comboios entre os dois países será expandido para fluxos de crómio e ferrocrómio a três comboios por dia.

MOÇAMBIQUE

Já há dinheiro para a construção do Porto Seco de Macuse, na Zambézia

A Thai Mozambique Logística já tem disponíveis quinhentos milhões de dólares, o equivalente a 31 mil milhões de meticais, para o início, em meados de 2024, dos trabalhos físicos de construção do porto de águas profundas de Macuse, província da Zambézia, escreve a Rádio Moçambique.

O anúncio foi feito em Quelimane, na cerimónia de lançamento do projecto do complexo ferro-portuário Macuse-Chitima, orçado em mais de 2,7 mil milhões meticais.

MOÇAMBIQUE

Interdita captura de camarão e caranguejo

A Baía de Maputo, o Rio Limpopo e as províncias de Inhambane e Sofala registam escassez de caranguejo de mangal e de camarão de superfície. É por isso que a pesca destes mariscos está vedada desde 1 de Novembro.

A pesca do caranguejo do mangal estará interditada até 31 de Dezembro. Já a proibição de pesca do camarão de superfície deverá durar cerca de quatro meses, isto é, de 15 de Novembro a meados de Março. A interdição abrange a Baía de Maputo, que está entre a Cidade e a Província de Maputo, a foz do Rio Limpopo, na província de Gaza, e as províncias Inhambane e Sofala.

MOÇAMBIQUE

Governo e parceiros vão investir 290 milhões de dólares na expansão do Porto da Beira

O Governo moçambicano e os seus parceiros pretendem investir 290 milhões de dólares, nos próximos 15 anos, na expansão e modernização do Porto da Beira, que opera em regime de concessão.

De acordo com o Ministro dos Transportes e Comunicações, Mateus Magala, que falava num evento que assinalou os 25 anos da concessão dos terminais de carga da Beira à empresa holandesa Cornelder, o governo aprovou o plano de negócios portuário a ser implementado, tendo em conta as condições de mercado.

Coral Sul faz 28.º carregamento de gás natural liquefeito

Moçambique fez, recentemente, o 28º carregamento de Gás Natural Liquefeito (GNL), produzido pelo projecto Coral Sul FLNG, cuja performace já atingiu 90 por cento. A informação foi avançada pelo ministro de Recursos Minerais e Energia, Carlos Zacarias, no lançamento da Cimeira e Exposição de Gás e Energia, em Maputo.

MOÇAMBIQUE

Presidente da República Inaugura o novo Porto de Nacala

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi inaugurou, no dia 7 de outubro, as novas instalações do Porto de Nacala, em Nampula.

O Porto ganhou uma nova dinâmica sob ponto de vista de operações, mercê da ampliação e modernização das suas infra-estruturas, o que contribui para o aumento da capacidade do manuseamento e armazenamento de carga contentorizada e redução do tempo de permanência de navios no cais.

ESTE SÁBADO, 7 DE OUTUBRO

Cerimónia de Inauguração da Reabilitação, Ampliação e Modernização do Porto de Nacala

O CFM comunica a realização, este sábado, dia 7 de Outubro de 2023, da Cerimónia de Inauguração da Reabilitação, Ampliação e Modernização do Porto de Nacala, evento que vai decorrer no recinto do Complexo Portuário de Nacala, com início marcado para às 8:00 horas.

As obras de Reabilitação, Ampliação deste Porto foram acompanhadas da respectiva modernização que consistiu, para além do apetrechamento em equipamentos com tecnologia de ponta, na adopção de uma série de facilidades e procedimentos de operações que muito irão contribuir para uma nova dinâmica da gestão do Porto de Nacala tornando-o numa referência na Região.

MOÇAMBIQUE

Porto de Maputo facilita exportação de minérios sul-africanos

A incapacidade logística da Transnet, uma empresa sul-africana do ramo ferro-portuário, levou a que diversos minérios produzidos no país vizinho fossem exportados a partir do Porto de Maputo, no sul de Moçambique.

As exportações de carvão, por exemplo, estão a ser feitas por camiões através de Maputo. Em causa está a não utilização do Terminal de Carvão de Richards Bay, propriedade do sector privado sul-africano, em KwaZulu-Natal, devido à falta de locomotivas.

PORTO DA BEIRA, MOÇAMBIQUE

Nova linha de navegação incrementa volume de importações e exportações

O volume de importações e exportações através do Porto da Beira vai aumentar, com a entrada em funcionamento da nova linha de navegação, que liga a Europa, China e os países do interland, na África Austral.

O director de operações da Cornelder de Moçambique, concessionária daaquela infra-estrutura portuária, diZ que a capacidade de manuseamento de mercadoria vai duplicar e espera-se um aumento de oportunidades de negócios.

Moçambique e República Checa pretendem incrementar trocas comerciais

Moçambique e a República Checa pretendem aumentar as trocas comerciais, cujo saldo negativo atingiu o nível mais baixo de sempre.

Não há investimento privado de parte a parte ou exportação de produtos, bens e serviços e isso preocupa os presidentes dos dois países, como ficou claro em conferência de imprensa conjunta entre Filipe Nyusi e Petr Pavel.

Moçambique concede espaço ao Malawi para erguer porto seco em Nacala

A concessão de espaço é fruto do aprofundamento das relações diplomáticas e bilaterais, o que vai ajudar o Malawi a aliviar os custos de transporte e reduzir os preços de mercadorias, avança a Rádio Moçambique.

O espaço está projectado para ter ramais ferroviários, armazéns, equipamentos de manuseio de carga, depósitos de combustível, oleodutos, entre outros.

Comércio entre países africanos conta com uma seguradora própria

Fundada em 2021, a AFREXInsure foi criada para oferecer soluções de seguros especiais para comércio e investimentos relacionados ao comércio em toda a África, com acesso a seguros especiais de qualidade e de ponta, feitos sob medida para a África.

Com conhecimento credível de África, a AFREXInsure irá alavancar a sua experiência em riscos, utilizando a sua presença continental e profundo conhecimento do mercado africano para fornecer soluções em torno do manuseamento de carga, construção, operações e energia, sectores cruciais para o crescimento e estabelecimento de comércio e investimento intercontinental.

FACIM | MOÇAMBIQUE

Esperados mais de 2.500 expositores nacionais e estrangeiros

Mais de 2.500 expositores nacionais e estrangeiros, cerca de 25 países, e 450 empresas estrangeiras são esperados na 58.ª edição da Feira Internacional de Maputo – FACIM 2023, a decorrer de 28 de Agosto a 03 de Setembro, no Centro Internacional de Feiras e Exposições de Ricatla, distrito de Marracuene, província de Maputo.

“Estão convidados a participar na feira todos sectores económicos, associações económicas, empresas públicas e privadas, nacionais e estrangeiras”, indica um comunicado do Ministério da Industria e Comércio, organizador do evento, através da Agência para a Promoção de Investimentos e Exportações, IP (APIEX, IP).

MOÇAMBIQUE

Índia foi o maior destino das exportações no primeiro trimestre deste ano

A Índia, com 288,8 milhões de dólares, ocupou a primeira posição como principal destino das exportações moçambicanas, com um peso de 17% no total das exportações, destacando-se o carvão mineral, castanha de caju, legumes de vagem secos ou em grão, durante o primeiro trimestre deste ano.

MOÇAMBIQUE

País precisa de acelerar digitalização dos processos de navegação marítima

Moçambique quer acelerar a digitalização de processos de navegação marítima, de modo a adequar-se às necessidades internacionais.

O dado foi partilhado no Dia Mundial de Ajudas de Navegação, pelo secretário permanente do Ministério dos Transportes e Comunicações, Ambrósio Sitoe, no âmbito da abertura do seminário sobre desafios do sector de ajudas à navegação em Moçambique.

Inquérito UE-Moçambique: Empresas europeias em Moçambique

A União Europeia, em colaboração com os Estados-Membros da UE, procura obter uma melhor visão geral das empresas europeias que operam em Moçambique, bem como dos desafios que enfrentam através de inquérito de preenchimento anónimo.

Através do preenchimento anónimo do inquérito, a UE poderá colaborar com os seus homólogos moçambicanos para resolver alguns desses desafios. Será também utilizada para enquadrar a agenda do Fórum Empresarial UE-Moçambique em novembro de 2023 e como melhor direcionar as discussões para as áreas concretas que podem desbloquear mais investimento europeu no país.

Moçambique e EAU reforçam parceria económica

Entre 2020 e 2021 o volume de trocas comerciais com Moçambique atingiu 3,7 mil milhões de dólares, dos quais, 1,5 mil milhões de dólares de investimento directo

Moçambique e os Emirados Árabes Unidos (EAU) estão a trabalhar para a remoção de barreiras comerciais para bens e serviços bem como nos investimentos, com vista à promoção do comércio bilateral não petrolífero entre ambos os países.

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

 XIII Congresso da APLOP | Ireneu Camacho | ENAPOR – Portos de Cabo Verde

 XIII Congresso da APLOP | Eneida Gomes | ENAPOR – Portos de Cabo Verde

 XIII Congresso da APLOP | Joaquim Gonçalves | APDL

 XIII Congresso da APLOP | Ricardo Roque | A Marca APLOP – Novos Caminhos

 XIII Congresso da APLOP | António Santos | Estudo de Mercado dos Portos dos PALOP

 XIII Congresso da APLOP | Dinis Manuel Alves

 XIII Congresso da APLOP | Segundo período de debate

 XIII Congresso da APLOP | Debate

 XIII Congresso da APLOP | Apresentação do Painel 1

 Encerramento do XIII Congresso da APLOP

 XIII Congresso da APLOP | José Renato Ribas Fialho | ANTAQ

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Ireneu Camacho

 XIII Congresso da APLOP | José Luís Cacho

 XIII Congresso da APLOP | Massoxi Bernardo | Porto de Luanda

 XIII Congresso da APLOP | Francisco Martins | Porto de Suape

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Murillo Barbosa

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Abraão Vicente

 XIII Congresso da APLOP | Cerimónia de Abertura | Jucelino Cardoso

 XIII Congresso da APLOP | Belmar da Costa | Curso de Introdução ao Shipping

 XIII Congresso da APLOP | Joaquim Piedade | Zona Franca do Dande

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)